quinta-feira, 19 de janeiro de 2012


MENSAGENS QUE EDIFICAM

HISTÓRIA: Recebemos muitas mensagens via web. Umas nos edificam; outras nos alegram e algumas nos contagiam, inebriando-nos a alma, levando-nos a expressar em linhas sentimentos que estavam a muito em desuso.
Diz-se: “Que toda pessoa de poeta e de louco, de tudo tem um pouco”. Não somos muito diferentes deste adágio popular, pois, no passado escrevíamos poesias falando de coisas do dia a dia. Porquanto, recebera uma linda mensagem denominada “MINIMAMENTE FELIZ” a qual despertou-me no presente sentimentos do passado onde as coisas simples eram as que verdadeiramente nos faziam felizes.

AS MARCAS DO TEMPO

Quando recebemos mensagens muito além das óbvias.
Um doce amargo nos embriaga a alma, despertando a nostalgia.
Lembranças das noites frias e dos verões do tempo.
Acalantam-nos, conforta-nos e nos contagiam.

A singeleza das palavras simples e sem retóricas
Predizem fatos deixados ao largo, como mero marcos em uma estrada vazia
No entanto, as sutilezas da vida não condizem com ápices habilmente delineados.
Mas sim, nas coisas simples, puras e com alegria.

Os encantos perdidos podem estar em um sorriso, em um abraço.
No dizer: te amo; você é importante pra mim e no milagre da vida
Por mais que nos esforce procurando ditames auspiciosos.
Muito embora que ditosos, não podem suplantar você me é muito querida (o).

O tempo nos deixa marcas, difíceis de apagar
Momentos vividos ao esmo, que nem queremos lembrar
Porém, ainda é tempo, da vida recomeçar
De reunir com carinho, muito embora entre os espinhos
Afetos, amigos e vizinhos, pra uma nova história contar.

Reescrever o tempo, isto não dá pra fazer.
Aquilo que nos é possível, devemos reconhecer.
Amar; prosseguir e viver. Que sejas muito feliz
Porque Deus assim o quis, é o que lhes posso dizer.


Autor: Luis Oliveira