quarta-feira, 2 de maio de 2012

ECUMENISMO RELIGIOSO, UM PRINCÍPIO DO FIM.



A INTEGRAÇÃO entre credos antagônicos é o golpe de mestre ardilosamente orquestrado por satanás para os Dias Do Fim. Unir os credos em uma só bandeira; em uma só religião para alicerçar a um só governo mundial em que o anticristo irá reinar solicito na Grande Tribulação, são os sinais que evidenciam a veracidade do Livro das Revelações (Apocalipse 13).

As pré-ditadas profecias bíblicas antepõe os acontecimentos derradeiros nos mínimos detalhes. Ninguém pode dizer que foi pego de surpresa ou que não teve quem os alertasse sobre os enunciados dos últimos dias. Porquanto, detratores do Santo Livro nos dias de hoje são até normais, pois, deles bem versam ás Escrituras. Segui-los, jamais; nega-los sabiamente é o lema de todo aquele que almeja estar com o Senhor Jesus no Dia do Arrebatamento da Sua Igreja. Porque, será na sutileza de unir o que serve a Deus ao que não O serve na inteireza da Sua Palavra; isto é: o trigo e o joio (ímpio); o santo e o profano; a luz e as trevas que irá dissolver a doutrina bíblica nesta associação indevida. Com isso, nada mais se poderá fazer quanto ao êxito de estar com o Senhor Jesus Cristo, como bem versa o Escriturado Bíblico de II Coríntios 6:14-18:

Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? - E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel? - E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.  Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; E não toqueis nada imundo, E eu vos receberei; E eu serei para vós Pai, E vós sereis para mim filhos e filhas, Diz o Senhor Todo-Poderoso”.

O supracitado bíblico evidencia com todas as letras, virgulas e pontos que não se pode associar-se com aqueles que não participam do mesmo pão e do mesmo cálice; da mesma esperança; da mesma fé e do mesmo amor. Contudo, jamais iremos menospreza-los, pois, devemos amar o nosso próximo como a nós mesmos. PORQUE, cada um tem o seu livre-arbítrio de escolher para si o credo que quiser, e isto não incide que sejamos partícipes de suas escolhas e nem nós devemos os obrigar a serem partícipes da nossa fé. Porque, não será pela força e nem pela violência, mas, pelo Meu Espírito, assim diz o Senhor dos Exércitos.

Coadunando com profético edito neotestamentário de II Coríntios 6:14-18, alia-se também o edito veterotestamentario, através do rei Davi, já no primeiro capitulo do compendio dos Salmos a dizer-nos que:

BEM-AVENTURADO o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará. Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha. Por isso os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos.  Porque o SENHOR conhece o caminho dos justos; porém o caminho dos ímpios perecerá. (Salmo 1:1-6).”

Não tem como refutar a lucidez das razões divinas negando veementemente a qualquer proposta que possa aludir a união do que verdadeiramente serve a Deus, com aquele que não o serve na inteireza da sua palavra como anteriormente já fora dito, porque, o grande senão bíblico é a diferença entre o que serve em verdade a Deus, do que não o serve:

“Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve. (Malaquias 3:18)”.

Nos próximos dois vídeos Deus mostra para o Pastor Cisino Bernardino em visão profética que não pode haver misturas entre credos religiosos, pois Ele vem para buscar para si um povo separado, zeloso e de boas obras.




Parte 2




CONCLUSÃO:
O amalgama religioso, sintetizando o sincretismo religioso, que não só é a reunião dos credos religiosos, como também a união deles, é o que mais será propagado nestas ultimas horas. Acusar de intolerância; de acepção de pessoas aqueles que não compactuarem com esta nefasta proposta será à bala na ponta da agulha sempre pronta para atingir a quem se contrapor a eles. Porquanto, povo eleito do Senhor Jesus Cristo, estejamos sempre atentos às astutas ciladas do inimigo, para que não olhemos nem para a direita e nem para a esquerda, mas, sim, para o alto, para Aquele que é o autor e consumador da nossa fé.

Para finalizar, gostaríamos de dizer que o presente post, não é para: de maneira alguma querer ser mais santo que ninguém; não é para criar celeumas, dissensões ou até entraves entre amigos, irmãos ou simpatizantes; mas, para colocar aquilo ao qual o Senhor nos orienta como mandamentos, preceitos e juízos preventivamente delineados no Livro dos livros.

Que Deus nos ajude a obedecer a sua palavra em todos os dias de nossas vidas.

Luis Oliveira