sábado, 19 de maio de 2012

INOCENTES NO CORREDOR DA MORTE

Ao lermos este intrigante título, ilumina-nos a mente com as grandes produções cinematográficas como: "O Silêncio dos Inocentes; Vestida para Matar e Licença para Matar". logo vem a curiosidade do que será que irá conter o presente post? - Porque, denota-se que alguém, um inocente, está no corredor de uma morte anunciada;  de uma morte consentida; de uma morte legalizada; aguardando apenas o momento idealizado pelos seus algozes.

Porém, isto é apenas uma introdução em que visa dar UM SONORO GRITO DE ALERTA ao que já  nas entrelinhas há ventos de legalidade, para o que por enquanto já uma REALIDADE na clandestinidade. Porquanto, inocentes sem defesa, estão sendo sacrificados aos milhares, principalmente no Brasil.

PARADOXO
Como um cordeiro em Silêncio o Inocente foi para o matadouro, o qual disse: "Pai, perdoai porque eles não sabem o que fazem". O Senhor Jesus os perdoou porque eles NÃO SABIAM VERDADEIRAMENTE O QUE FAZIAM, mas, os que estão Investidos para Matar onde às suas mentes já estão Vestidas para Matar os INOCENTES EM SEU SILÊNCIO; porquanto, estes, não alcançarão misericórdia, PORQUE, SABEM O QUE FAZEM. Quando, em muito mais "SE" adquirirem A LICENÇA PARA MATAR?

É comum ver-se defensores de transgressores, até creditando-lhes valores, porém, no entanto, não há uma campanha aberta sendo amplamente divulgada pela mídia para defender os direitos dos inocentes.

                                                                                    O ABORTO
UMA LICENÇA PARA MATAR está nas gavetas da vontade de pretensos defensores desta cruenta carnificina. Há um silêncio constrangedor em que não há uma inteira e clara definição dos escolhidos pelo povo dizendo NÃO ou até mesmo dizer que: enquanto tivermos o direito do voto, NUNCA permitiremos TAL CRIME.

A PALAVRA DIVINA:
Ora, bem sabemos que inúmeros contextos bíblicos condenam veementemente tirar a vida de quem quer que seja e muito mais a dos indefesos pequeninos, os quais o Senhor Jesus já postergou dar-lhes o Reino dos Céus. 

Em I Coríntios 6:19-20 diz-nos que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo e que não somos de nós mesmos. Porquanto, não posso violar aquilo que não é meu, mas sim, do criador de todas ás coisas

"Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? - Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus".

Em I Coríntios 3:16-17 da mesma maneira supracitada nos dá o enfoque de que somos o templo do Espírito Santo e ainda mais, que não devemos, que não temos o direito de destruir este precioso templo, porque, Deus nos destruirá se assim o fizermos.

"Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?   Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo".


Imagine-se que se não posso destruir o meu corpo, que na verdade não é meu, mas, que pertence a Deus;  ainda muito mais ao templo, ao corpo, a vida de outrem? - Certamente seremos réus de juízo para todo sempre se assim o fizermos.

AINDA HÁ UMA ESPERANÇA
Se alguém, por uma desventura assim o procedeu sem a devida certificação, o Senhor, em sua infinita misericórdia, mediante a um arrependimento sincero, pode ainda nos/vos perdoar. Porque, a palavra divina nos diz que AQUELE QUE SE ARREPENDE E DEIXA, ALCANÇA MISERICÓRDIA.


CONCLUSÃO:
Muito embora sejam tantos a quererem destruir vidas, maiores são aqueles que lutam por elas. Temos tantos profissionais e anônimos que dedicam às suas vidas a preservá-las, os quais deixamos aqui os nossos sinceros votos de que DEUS VOS ABENÇOE E GUARDE por tão ferrenha batalha em prol da vida; em favor daqueles que nem mesmo tem o direito e nem a possibilidade de se defenderem.

Um grande exemplo de amor e dedicação a vida do próximo ainda no ventre de sua mãe, foi o agradecimento que emocionou o mundo, daquele bebê que ao ser operado para corrigir uma anomalia, segurou com a sua mãozinha o dedo do médico ao qual salvara-lhe a vida.

Que todos nós possamos amar mais ao nosso próximo como Deus assim nos amou dando-nos a vida do seu próprio Filho para salvar-nos da morte eterna. 

Luis Oliveira