terça-feira, 5 de junho de 2012

UM DOCE DIA MAU

UM DOCE DIA MAU; uma prova irresistível está reservada para cada uma das pessoas na face da terra. Atrativos emocionais, visuais e audíveis, sobreporão  aos turbilhões sublimando a alma em um ardil nefasto.

As teias do enrosco serão férreas, estrangulantes e irracionais. Porquanto, a razão será refém da situação e, a carne sobreporá o Espírito, ficando a alma enredada nos laços do perigo. 

Esta hora, neste dia, pode até tardar, mas, inquestionavelmente virá, pois, profeticamente está descrita no Escriturado Divino, e a seu tempo se cumprirá.

A HORA DA TENTAÇÃO NO DIA DA TENTAÇÃO.
O maior erro do combatente estrategista  é desconhecer os seus pontos fracos. Em uma batalha em que se pode definir o destino da guerra, os cuidados estratégicos estão em proteger-se nas suas fraquezas com a atenção redobrada. Reconhecer que a fraqueza da carne é o ponto crucial a ser defendido com unhas e dentes é o senso cauteloso do estrategista. Porquanto, no ocaso, o doce/amargo da vitória da carne, sucumbida pela tentação, é na verdade a fragorosa derrota familiar, secular e espiritual da alma.

Disse o Senhor Jesus em Mateus 26:41  "Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca".

A PROVAÇÃO HUMANA PELA TENTAÇÃO será mordaz, asfixiante e letal para os que nela forem envoltos. Só, o livramento perspicaz poderá salvar a vítima do seu algoz. Há que ser vigilante; há que se estar em oração; há que ser atento para não capitular nesta hora, neste dia que pode ser até derradeiro para as pretensões familiares, seculares e espirituais. Portanto, toda a alma no Senhor Jesus Cristo hão que se ater condignamente a esta situação indesejada, e preparando-se, salvaguardar-se-ão do opróbrio no juízo divino, desta hora, neste dia.

Ora, bem sabemos que o centro de tudo isso, e o grande ponto frágil É O NOSSO CORAÇÃO. Nele residem os sentimentos tanto de dor, amor, ódio, compaixão, como também de ira. Os extremos nele convivem diuturnamente e não são controláveis a nosso bel-prazer. Só a misericórdia divina com o nosso querer, e permissão, é que pode domesticá-lo, purificá-lo para o santificar, buscando o guardar. Porquanto, assim Está Escrito: 

"ENGANOSO É O CORAÇÃO, mais do que todas as coisas, e PERVERSO; quem o conhecerá?"  (Jeremias 17 : 9)

"Sobre tudo o que se deve guardar, GUARDA O TEU CORAÇÃO, porque dele procedem as fontes da vida."  (Provérbios 4 : 23)

CONSEQÜÊNCIAS DA TENTAÇÃO
Uma palavra, um olhar, um sinal, uma mensagem são antepostos que precedem a consumação do erro. Ouvir, ver, DESCER AO CORAÇÃO e aceitar, encaminhará o desavisado, o  não vigilante a TOCAR, e com isso consumará o pecado, que com tal atitude estará apto ao juízo divino.


"MAS CADA UM É TENTADO, QUANDO ATRAÍDO E ENGODADO PELA SUA PRÓPRIA CONCUPISCÊNCIA. Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte. Não erreis, meus amados irmãos". (Tiago 1:14-16)

SUPORTAR A TENTAÇÃO no dia e na hora da tentação, é o alvo nesta ferrenha batalha da carne contra o Espírito, para sejamos vencedores e com isso não só obtermos o êxito no meio familiar e secular, como também auspiciosamente no  tão esperado êxito espiritual.

"Não veio sobre vós TENTAÇÃO, senão HUMANA; mas fiel é Deus, que NÃO VOS DEIXARÁ TENTAR acima do que podeis, antes COM A TENTAÇÃO dará também O ESCAPE, para que a POSSAIS SUPORTAR."  (I Coríntios 10 : 13)

"Bem-aventurado o homem que SUPORTA A TENTAÇÃO; porque, QUANDO FOR PROVADO, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam."  (Tiago 1 : 12)

                                                          O TRIUNFO SOBRE A TENTAÇÃO

Diversas são as conotações e os tempos que envolvem a  atuação da tentação, porém, todas elas são humanas. No entanto, estando nós firmados na palavra, suportaremos com méritos as provações e triunfaremos sobre a tentação.

"Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da HORA DA TENTAÇÃO que há de vir sobre todo o mundo, para TENTAR os que habitam na terra."  (Apocalipse 3 : 10)

"Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia do juízo, para serem castigados;"  (II Pedro 2 : 9)

Que Deus em sua infinita bondade possa guardar-nos da hora da tentação no dia da tentação.