sábado, 27 de outubro de 2012

A BUSCA PELA VERDADE

A eterna busca pela verdade ecoa nos arraiais do tempo sem que haja uma firmeza na resposta. Querer inteirar-se condignamente da onde reside a verdade é uma pergunta que desliza no mundo virtual e vem aportar no Google.

Quem vislumbra os acontecimentos comparativamente, vê que as coisas não estão nos seus verdadeiros eixos, e que tudo de anormal  versa e tergiversa como se normal fosse. Os valores perderam os seus efeitos e, o inverso controla e arrebata multidões. O caos é uma questão de tempo.

Neste ínterim, aqueles que um dia ouviram em algum lugar alguém predizer estes nefastos acontecimentos e que naqueles dias o consideraram utópicos ou até mesmo frutos de imaginações de pessoas a beira da loucura, hoje à duras penas tem que admitirem que aqueles loucos tinham uma profética razão.

O Escriturado Bíblico previu com absoluta precisão cada anormalidade há seu tempo, e até os identificou com a sua origem, bem como o seu fim. Nada ficou encoberto a quem se dispusesse a dar a devida atenção aos arautos do apocalipse (coisas que hão de vir) com a sua mensagem de alerta.

As mensagens até eram bem simples: Pregava-se a alto e bom som que só o Senhor Jesus Cristo de Nazaré era e, "O" é o caminho, a verdade e a vida, e que ninguém vinha (vem) ao Pai a não ser por Ele (João 14:6). Se ELE é o caminho os demais são os descaminhos; se ELE é a verdade, os demais são a mentira; se ELE é a vida, os demais são a morte. As coisas não teem meios termos; ou são ou não são.

No entanto, a própria bíblia confere que as pessoas em vez de procurarem o criador que é bem dito, eternamente amém, procuraram a criatura (Romanos 1:23) e sobre os seus pés jogaram a sua fé. A operação do erro conforme versa no Santo Livro curou milhares de vidas, mas porém, ás condenou a morte eterna sem Cristo, porquanto, deixaram o caminho da verdade e aventuram-se na mentira, caso não venham a arrependerem-se desta infeliz escolha.

De outra forma, a multiplicidade de ofertas de novos caminhos borbulhou pelo mundo afora, segundo o gosto de cada procurante; mas, na verdade eram só opções de ocasião que mantinham a porta larga em vez do caminho estreito que é o que verdadeiramente nos leva para a vida eterna com Cristo Jesus.

Mas, como a própria Bíblia Sagrada nos diz que: Quem dará crédito a nossa pregação? (Isaías 53) - Porquanto, o caminho para a vida eterna não passa pela falsa liberdade que o mundo nos dá; porque todo aquele que faz-se amigo do mundo, obrigatoriamente já é inimigo de Deus (I João 2:15).

 Mas, ainda há uma esperança: Venha sem restrições para o Senhor Jesus Cristo, que é verdadeiramente o autor e consumador de nossa fé e serás salvo tu e a tua casa.

Qual é a sua escolha?

Assim me veio, assim o escrevi. Que o Senhor os abençoe e guarde.