quinta-feira, 4 de outubro de 2012

ELEIÇÕES 2012 - ELEITORES E VEREADORES CRISTÃOS


Até domingo não tem como fugir do assunto do momento: As eleições 2012 estão em evidência queiram ou não, a qual precisamos dar o valor real ao exercermos a cidadania através do voto consciente.

Na união de blogs há grandes escritores associados a ela onde expõe o seu excelente trabalho. Foi em um destes trabalhos que tem um pequeno post, em um grande artigo aos eleitores cristãos, o qual brindamos os nossos leitores com o seu contexto.

Tenham todos uma boa leitura.


ELEIÇÕES 2012 - ELEITORES E VEREADORES CRISTÃOS 
A Igreja brasileira precisa de gente na política, aumentar o número de políticos que a represente como Vereadores. O eleitor cristão precisa ir às urnas no próximo domingo para dar poderes de vereança apenas para quem faz parte ou se simpatize com o cristianismo. 

É natural que um cristão vote em quem seja cristão de verdade. Tenhamos cuidado, evitemos votar em candidatos a Vereador que não sejam cristãos verdadeiros. Observe o passado de quem pede voto. Ele tem histórico de alguém que se converteu a Cristo?

Não custa nada relembrar: o papel dos Vereadores é fiscalizar a gestão de Prefeitos, criar novas leis e mudar leis antigas. Eles têm poder para facilitar e dificultar a sua vida na questão de você exercer a sua fé com liberdade.

O cristão deve ter plena consciência que é preciso votar em pessoas que tenham ideias parecidas com as dele. Ao votar em cristão, o eleitor evangélico cria o equilíbrio de poderes entre quem pensa igual a ele e quem pensa diferente, no caso do Prefeito não ser cristão.

Ora, se uma pessoa é agnóstica, ateia, candomblecista, é óbvio que não trabalhará com afinco de maneira a atender os interesses dos cidadãos evangélicos, porque os objetivos dessa gente são outros - às vezes, até possuem interesses contrários ao cristianismo.

No próximo 7 de Outubro não eleja inimigos!

Todos os direitos deste post estão reservados ao seu autor no link abaixo: