quinta-feira, 4 de outubro de 2012

UMA FÉ PARA O MEU GOSTO

Lendo um auspicioso artigo (Shopping de Igrejas) em um blog de um amigo nosso (Cruz Vazia) em que ele discorre com maestria sobre processos de escolha de fé, e isto nos avivou a escrever algo do gênero.

http://www.blogcruzvazia.com.br/2012/10/shopping-de-igrejas.html#comment-form


Muito embora o tema seja parecido, os rumos são um tanto diferentes. Porquanto, aprouve-me também abrir um versículo bíblico sobre o qual venho há muito tempo citando em diversas mensagens as quais o Senhor me tem oportunizado. No entanto, ele nunca foi o tema principal das nossas pregações ou escritos.


OSEIAS 4:9 Por isso, como é o povo, assim será o sacerdote; e castigá-lo-ei segundo os seus caminhos, e dar-lhe-ei a recompensa das suas obras.

ASSIM COMO O POVO É, ASSIM SERÁ O SACERDOTE
A Bíblia Sagrada diz que haverá um sacerdote pronto a atender cada tipo de gosto do povo para a prática da fé. O que quer dizer que conforme a vontade do povo se abrirá uma nova porta de fé com o seu sacerdote para satisfazer aquela demanda de mercado.

A inteireza do enunciado bíblico nesta condição passa a ser então uma reles colcha de retalhos costurada em partes para atender  a cada tipo de gosto. Isto quer dizer que se estará adaptando por partes a palavra do Senhor ao gosto do povo; que um outro evangelho estará sendo disponibilizado a cada ocasião solicitada.

O CUMPRIMENTO DA PROFECIA DE OSEIAS
A inerrante palavra do Senhor cumpre há seu tempo aquilo que professa. Como bem vemos é notório o seu cumprimento pela quantia de tipos de fé disponibilizada no mundo para cada tipo de gosto. Sempre acha-se uma maneira para acomodar os desejos, anseios relativos as necessidades do ego.

O MESMO TEMA NOS DIAS DO FIM
O apóstolo Paulo em II Timóteo 4:3, prefaciando os dias do fim (abaixo) expõe a questão em uma linguagem figurada bem identificada com a condição postada por Deus em Oseias 4:9 acima.

"Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências";

A palavra divina COMO ELA É, NA PUREZA DA SUA ESSÊNCIA NÃO SERIA SUPORTADA (sã doutrina), então, teriam comichão nos ouvidos (desejo ardente) de ouvir algo que lhes satisfizesse às suas próprias concupiscências (desejos carnais, vaidades e afins) , amontoado (inúmeros, diversos) para si doutores (ditos falsos conhecedores das Sagradas Escrituras) conforme os seus anseios, E NÃO COMO SEGUNDO O EVANGELHO DO SENHOR JESUS CRISTO.

NOS DOIS FUNDAMENTOS A MESMA CONDENAÇÃO
O castigo é o mesmo para quem altera (o sacerdote) a palavra divina para agradar o povo, tanto no Velho Testamento de Oseias 4:9, em que nos diz que:  "e castigá-lo-ei segundo os seus caminhos, e dar-lhe-ei a recompensa das suas obras", como no Novo Testamento para a mesma condição descrita abaixo:

"Porque, se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós não temos pregado, ou se recebeis outro espírito que não recebestes, ou outro evangelho que não abraçastes, com razão o sofrereis."  (II Coríntios 11 : 4).

                                                    O DESVIO DA VERDADE É O PROBLEMA
Ensinar um outro tipo de evangelho para agradar o "fiel" nos seus indevidos desejos, vai desviar-lhe da verdade, o levando a condenação: "E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas", (...). II Timóteo 4:4.

TODA A ALTERAÇÃO NO DITO BÍBLICO PROVOCA O DESVIO PARA UM OUTRO EVANGELHO

Em diversos lugares da BÍBLIA SAGRADA tem a mesma advertência para que não se tire e nem se coloque nada DO QUE JÁ ESTÁ ESCRITO NO SANTO LIVRO:

NA ABERTURA DAS ESCRITURAS: Não acrescentareis à palavra que vos mando, nem diminuireis dela, para que guardeis os mandamentos do SENHOR vosso Deus, que eu vos mando. Deuteronômio 4:2

NO MEIO DAS ESCRITURAS: "Nada acrescentes às suas palavras, para que não te repreenda e sejas achado mentiroso.(Provérbios 30 : 6)”.

"Eu sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente; nada se lhe deve acrescentar, e nada se lhe deve tirar; e isto faz Deus para que haja temor diante dele. (Eclesiastes 3 : 14)”.

NO FECHAMENTO DAS ESCRITURAS: Apocalipse 22:18-21  "Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro; E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro. Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente cedo venho. Amém. Ora vem, Senhor Jesus. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com todos vós. Amém".

UM EVANGELHO ACRESCENTADO OU DIMINUÍDO É UM EVANGELHO MALDITO
O acréscimo ou até mesmo a sua diminuição provoca a sua alteração; a adulteração da palavra divina provocando a sua dissolução; tirando o seu efeito e com isso o torna maldito:

A COMPROVAÇÃO PELO APÓSTOLO PAULO AOS GÁLATAS 1:
6  Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho;
7  O qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo.
8  Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema (maldito).
9  Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema (maldito).
10  Porque, persuado eu agora a homens ou a Deus? ou procuro agradar a homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo.
11  Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens.
12  Porque não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo.

O LIVRE ARBÍTRIO DA ESCOLHA DE QUAL EVANGELHO QUEREMOS SEGUIR
Ás palavras do Senhor Jesus Cristo não mudam, e é por isso que o seu evangelho sempre é o mesmo. Porquanto, temos o livre-arbítrio da escolha a qual evangelho queremos seguir: Se o pregado pelo Senhor Jesus ou o adulterado pelos ditos doutores segundo a nossa vontade?

DISSE O SENHOR JESUS CRISTO"Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito."  (João 15 : 7).

Que nós possamos obedecer a Deus segundo a Sua vontade, para com isso sermos verdadeiramente filhos e filhas do Deus Altíssimo.