terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

O PRÍNCIPE DA PAZ

Em um tempo determinado por Deus cumprir-se-ia as proféticas palavras de Abraão quando disse a Isaque: "Deus pra si cordeiro proverá".

Esta profética revelação Abraâmica no livro dos princípios (Gênesis) fora também verbalizada por muitos outros profetas do Altíssimo em diversos períodos da história bíblica, até o seu cumprimento no tempo determinado por Deus. 

Dentre estas tantas outras revelações proféticas a este respeito, cumpri-nos  envidar a do profeta Messiânico Isaías, o qual inspirado pelo Senhor assim a proferiu:

"Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz."  (Isaías 9 : 6)

Desnudou-se o tempo dando a luz o já pré-dito, e o Cordeiro citado desde Abraão veio tornar-se uma realidade no verbo Divino encarnado como Príncipe da paz; onde  o principado está sobre os seus ombros, e se chamará *(também) o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade.


*: Crivo nosso

Os tempos da Sua história estão registrados regiamente nos anais do Santo Livro.  

EM NOVOS CÉUS E NOVA TERRA
Do Seu trono fluirão Rios de Águas Vivas. No Seu reino estarão juntos o Leão e o Cordeiro. O Seu reinado será eterno; e o fulgor resplandecente das suas vestes espraiarão para todo o que Nele crê,  a beleza de Sua Santidade 

A morte perderá o seu aguilhão. A dor perderá o seu gemido e só o júbilo e a alegria será sentida.   A vida a será abundante para todo o sempre.

O dia glorioso reverbera nas nossas mentes na espera das bodas com o Cordeiro de Deus.

Estas preciosas promessas estão reservadas para todo aquele que perseverar vigiando pela Sua palavra.

Amém. Ora vem Senhor Jesus.