quarta-feira, 27 de março de 2013

SOLDADO FERIDO, NÃO DEIXE MORRER

A luta parece inglória. No front de batalha, soldados estão feridos e extenuados. No fragor da guerra vidas vão se exaurindo no dia a dia. O inimigo aumenta assustadoramente às suas fileiras.

No alto do monte o sonido de um clarim insone, alardeia aos quatro ventos que ainda há esperança. Há que se lutar palmo a palmo; reduto por reduto; fileira por fileira e pessoa por pessoa.

A guerra é árdua e feroz; o inimigo usando as mesmas armas provoca estragos estarrecedores.

No entanto, gladiadores do firmamento retinem às suas espadas numa luta sem quartel, na confiança dos sete mil, e na esperança da volta do Senhor dos senhores.

Há que se vencer;vencer é preciso; há que se vencer!


SOLDADOS FERIDOS
Soldados feridos estão morrendo, e em muitas das vezes com fogo amigo na trincheira. Eles dedicaram ás suas vidas em prol de um ideal, na luta da luz contra às trevas, mas infelizmente muitos deles estão morrendo espiritualmente com as flechadas da improcedência.

Ainda é tempo de salvar muitos deles. Não deixe um soldado ferido morrer.





VERSÃO DOIS