quinta-feira, 11 de abril de 2013

A ALMA: "A ILUSTRE PASSAGEIRA DA AGONIA"

O forte impacto da fotografia expositiva de um filme contando os fatos de uma vida real, vem servir-nos como parábola de uma situação espiritual.

Lembro-me ainda quando a mídia espraiava a vida marginal que levara Lúcio Flávio, um jovem criado e educado certamente para preservar vidas, que acabara destruindo a sua e a de outrens.


O lado benigno da sua criação havia sucumbido ao ataque letal do maligno. A luta interna entre a consciência do bem e do mal fora vencida pela força que levaria a sua alma (pressuposto) para o inferno.

Esta guerra interior não é um mero fato esporádico vivido por Lúcio Flávio, com a sua saga contada nas telas de um cinema; mas, também é uma verdade rotineira de cada pessoa que palmilha a face da terra.

A Palavra Divina nos relata que há uma luta sem trégua do Espírito (Santo) em nosso espírito contra as concupiscências da carne, e um luta contra o outro para que não façamos aquilo que queremos benignamente.

"Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis."  (Gálatas 5 : 17)

A alma, que é passível de salvação do lado trino humano, de espírito, alma e corpo, torna-se passageira da agonia; porquanto aquele (a) que vencer esta guerra "a levará" para o céu ou para o inferno. Ela está refém de uma disputa de vida e morte.

O VALOR DE UMA ALMA
Na inefável pergunta sobre o que dará o homem em troca de sua alma verbalizada pelo Senhor Jesus Cristo contrastando a salvação com a condenação, denota-se a sua relevante importância delineando o seu destino:

"Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?"  (Mateus 16 : 26)

NÃO TEM VALOR QUE A PAGUE
Não existem valores terrenos que paguem o preço de uma alma. Porquanto, estes valores terminariam antes que porventura pudessem alcançar o equilíbrio (balança) de troca

"Aqueles que confiam na sua fazenda, e se gloriam na multidão das suas riquezas,"  (Salmos 49 : 6)

"Nenhum deles de modo algum pode remir a seu irmão, ou dar a Deus o resgate dele"  (Salmos 49 : 7)

"(Pois a redenção da sua alma é caríssima, e cessará para sempre),"  (Salmos 49 : 8)

SÓ EXISTE UM QUE JÁ PAGOU O PREÇO DA TROCA
Só pode haver um com atributos necessários para pagar o valor de uma alma, a qual o SENHOR JESUS CRISTO para redimí-la deu-se a sim mesmo como moeda de troca e ás pagou:

"Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas."  (João 10 : 11)

"O qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos, para servir de testemunho a seu tempo."  (I Timóteo 2 : 6)

"Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus."  (I Coríntios 6 : 20)


AS ALMAS QUE ESTÃO PERDIDAS
Hoje quantos estão prisioneiros do maligno tendo às suas almas em suspense de vida ou morte?

Quantas almas em agonia e sem uma pespectiva de uma vida melhor, esperam o pior para às suas existências?

É necessário uma busca constante destas almas que estão perdidas; na beira dos abismos, para cumprir o mandado do Senhor Jesus Cristo no: "Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda a criatura; quem crer e for batizado, será salvo, mas quem não crer será condenado" Marcos 16:15


MORAL DA HISTÓRIA
Assim como a saga de Lúcio Flávio contada no cinema em que o seu roteiro delineava a agonia em que este era passageiro, assim da mesma forma muitas almas estão sendo passageiras da agonia em um mundo de condenação.

Porquanto, é preciso irmos em busca delas para fazermos jus ao enunciado bíblico de buscar para o Senhor Jesus Cristo, as ovelhas que estão perdidas por todo o mundo, nas mais diversas aflições e agonias.

A ELE toda a honra e toda glória desde agora para todo o sempre.