sexta-feira, 12 de julho de 2013

AS BESTAS DE ÉFESO

"Se, como homem, combati em Éfeso contra as bestas, que me aproveita isso, se os mortos não ressuscitam? Comamos e bebamos, que amanhã morreremos."  (I Coríntios 15 : 32)

Do que adianta ser um combatente pela palavra se os mortos não irão ressuscitar?

O GUERREIRO DA FÉ
Ninguém dos apóstolos foi tão incisivo como o Apóstolo Paulo. Ninguém sofrera os açoites, os apedrejamentos, as vociferações contra a sua pessoa e ao evangelho ao qual pregava e professava; as fugas no meio da noite e às suas derradeiras prisões.

Saulo de Tarso, um perseguidor do Senhor Jesus Cristo seria o seu maior Apóstolo no sofrimento. Ele foi um exemplo de fé, de coragem e de desprendimento.

Ele combateu até a morte, e ao Senhor Jesus Cristo lhe foi fiel. Um combatente que ao depor as suas armas, proferiu uma célebre frase ao sair da vida para entrar na morte:

"Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé."  (II Timóteo 4 : 7)

O GUERREIRO DA FÉ E AS BESTAS DE ÉFESO
Quem poderia dizer que em uma igreja tão bem ensinada, admoestada e direcionada como Éfeso haveria homens aos quais o Apóstolo se referiria com tanta ênfase pejorativa? 

Esta igreja a qual fora ensinada pelo próprio Paulo por um período de três anos; pastoreada por Timóteo a mando do próprio Paulo; cuidada pelo apóstolo João, segundo a tradição; (...), tinha em seu seio homens que iriam deixar um legado de rebeldia contra a palavra do Senhor.

Homens aos quais teriam a triste alcunha de bestas; de lobos devoradores os quais fariam discípulos apos si. Pessoas de coração duro que não obedeciam a palavra e ainda falava mal do caminho:

ATOS 19:9  Mas, como alguns deles SE ENDURECESSEM e NÃO OBEDECESSEM, falando mal do Caminho perante a multidão, retirou-se deles, e separou os discípulos, disputando todos os dias na escola de um certo Tirano.
10  E durou isto por espaço de dois anos; de tal maneira que todos os que habitavam na Ásia ouviram a palavra do Senhor Jesus, assim judeus como gregos.

Como vemos que são homens duros de coração e desobedientes, os quais na carta de Paulo aos Efésios 4:17, dando o perfil destes, vai dizer que eram homens vaidosos de mente, entenebrecidos de entendimento;  porquanto, DUROS DE CORAÇÃO.

E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente.
Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração;
Os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram à dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza.
Mas vós não aprendestes assim a Cristo, 

                                                    Efésios 4:17-20

OS LOBOS DEVORADORES DE ÉFESO
Na volta da terceira viagem missionária, Paulo não vai a Éfeso; ele fica em Mileto, e de lá mandar chamar os anciãos da igreja. Mileto ficava a 51 Kms ao sul de Éfeso, mas Paulo não quis expor-se mais naquela cidade a qual teve duros combates contra os opositores da palavra divina.

"E de Mileto mandou a Éfeso, a chamar os anciãos da igreja."  (Atos 20 : 17)

ATOS 20:28  Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue.

29  Porque EU SEI ISTO que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós LOBOS CRUÉIS, que não pouparão ao rebanho;

30  E que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, PARA ATRAÍREM OS DISCÍPULOS APÓS SI.

31  Portanto, vigiai, lembrando-vos de que durante três anos, não cessei, noite e dia, de admoestar com lágrimas a cada um de vós.

ÉFESO NO APOCALIPSE:
2:1  ESCREVE ao anjo da igreja que está em Éfeso: Isto diz aquele que tem na sua destra as sete estrelas, que anda no meio dos sete castiçais de ouro:

2  Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes sofrer os maus; e puseste à prova OS QUE DIZEM SER APÓSTOLOS, E NÃO O SÃO, E TU OS ACHASTES MENTIROSOS.
3  E sofreste, e tens paciência; e trabalhaste pelo meu nome, e não te cansaste.

4  Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor.

5  Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres.

6  Tens, porém, isto: que odeias as obras dos nicolaítas, as quais eu também odeio.

7  Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no meio do paraíso de Deus.

QUEM ERAM AS BESTAS DE ÉFESO?
A palavra do Senhor nos mostra o perfil destes obreiros facciosos, onde tinham dura servil (não dobravam-se para ninguém) os quais ao longo da história foram chamados de bestas; lobos devoradores; de falsos apóstolos, mentirosos, os quais faziam discípulos após si, e de Nicolaítas.


O PERFIL DAS OBRAS DAS BESTAS DE ÉFESO
Na carta aos Efésios, o Apóstolo Paulo antevendo os males que já estavam e aos quais seriam acrescidos ali, vai descrever com detalhes o seu indigesto perfil:

EFÉSIOS 4:17  E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente.

18  Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, PELA DUREZA DO SEU CORAÇÃO.

19  Os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram à dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza.

20  Mas vós não aprendestes assim a Cristo,

21  Se é que o tendes ouvido, e nele fostes ensinados, como está a verdade em Jesus;

22  Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano;

23  E vos renoveis no espírito da vossa mente;

24  E vos REVISTAIS DO NOVO HOMEM, QUE SEGUNDO DEUS É CRIADO EM VERDADEIRA JUSTIÇA E SANTIDADE.

25 (...).

CONCLUSÃO:
Estes desventurados senhores são pela palavra de Deus devidamente adjetivados, não ficando dúvida alguma dos seus acintes de impurezas, onde tiravam o efeito da palavra de Deus, sem justiça e sem santidade.

O apóstolo Paulo na sua última carta antes do seu  martírio em Roma no ano provável de 67 DC, ilustra que tinha combatido o bom combate; que tinha acabado a carreira, mas tinha guardado a fé.

No entanto, ele sabia que desde já (daquela fatídica hora terrena) ele já estava com a sua coroa de justiça já guardada, a qual o justo Senhor o daria no dia de sua vinda. Porém, não somente a ele, mas a todos aqueles que guardarem a sua vinda.

Assim como havia na igreja de Éfeso homens réprobos, mais amigos dos deleites do que da preservação da palavra que nos dá a vida eterna, assim também há em nossos dias doutrinadores conforme o seu ventre, esquecendo-se das primícias das primeiras obras.

Assim também somos nós se por uma desventura estejamos algo em desagrado ao Senhor, que possamos nos arrepender, e voltarmos para ás primeiras obras; de voltarmos para o nosso primeiro amor.

Que o Senhor abençoe e guarde a todos vós no caminho da verdade e da justiça.