terça-feira, 2 de julho de 2013

HIPNOSE SERIA SEMELHANTE AOS ENCANTAMENTOS NA BÍBLIA?


Foi-nos encomendado um estudo sobre hipnose; haja vista que este é um assunto que está como tema em evidência no meio evangélico.

"Se a moda pega, pega o povo, pois toda a moda o povo pega".

Será que ao povo dito cristão, seria lícito diante de Deus tal prática?

A INVESTIGAÇÃO
Toda investigação tem seus meios, e nos meios os seus princípios, que determinam às suas origens.

Quem ainda não ouviu dizer que: "os meios não justificam os seus fins?" Porquanto, nestes casos até então, os meios justificaram não só os seus fins como também às suas origens.

ÁS ORIGENS

O que é Hipnose?

WIKIPÉDIA: Hipnose é um estado mental (teorias de estado) ou um tipo de comportamento (teorias de não-estado) usualmente induzidos por um procedimento conhecido como indução hipnótica, o qual é geralmente composto de uma série de instruções preliminares e sugestões. O uso da hipnose com propósitos terapêuticos é conhecido como "hipnoterapia".

Contudo, talvez a definição mais objetiva possível de hipnose seria a seguinte: alguém comanda (o hipnotista) e alguém obedece (o hipnotizado), geralmente de modo extremo ou pouco comum.

O termo "hipnose" (grego hipnos = sono + latim osis = ação ou processo) deve o seu nome ao médico e pesquisador britânico James Braid (1795-1860), que o introduziu pois acreditou tratar-se de uma espécie de sono induzido. (Hipnos era também o nome do deus grego do sono). 

Quando tal equívoco foi reconhecido, o termo já estava consagrado, e permaneceu nos usos científico e popular. O termo não se deve ao latim, mas foi dado por um medico em homenagem ao Deus do sono hypno.

OBSERVAÇÃO: Muito embora o último parágrafo possa um pouco descaracterizar o já interposto quanto ao nome, ás semelhanças bíblicas com o processo de encantamento (ATRAVÉS DA MENTE) no passado são notórias em semelhanças.

Porquanto, segundo a procedência bem embasada pelo nome de origem, iremos seguir com os seus vestígios nesta investigação.

RESUMO: O termo "hipnose" (grego hipnos = sono + latim osis = ação ou processo).

AS CARACTERÍSTICAS DE HIPNOS

WIKIPÉDIA: Hipnos ou Hipno (em grego: Ὕπνος, lit. "sono") é o deus grego do sono.

De acordo com a mitologia grega, Hipnos é a personificação do sono, da sonolência; seu equivalente romano é Somnus.

Segundo a Teogonia de Hesíodo, ele é filho sem pai de Nix (Νύξ, "noite"), a escuridão acima de Gaia;1 outras fontes dizem que o pai é o Érebo (As Trevas Primordiais, que personifica a escuridão profunda e primitiva que se formou no momento da criação).

Tem muitos irmãos, entre os quais o mais importante é seu irmão gêmeo Tânato, (Θάνατος, "morte") a personificação da morte. Tanto que em Esparta, é comum sua imagem ser colocada sempre ao lado da morte, representada por seu irmão. Seus outros irmãos nasceram apenas da vontade de Nix ou da ajuda de Érebo.

RESUMOS: O termo "hipnose" (grego hipnos = sono + latim osis = ação ou processo). HIPNOS: ele é filho sem pai de Nix (Νύξ, "noite")a escuridão acima de Gaia; OU o pai é o Érebo (As Trevas Primordiais, que personifica a escuridão profunda e primitiva que se formou no momento da criação). Ou seja, uma criatura das trevas ligada ao seu irmão que é a personificação da morte.

HIPNOS PAI DE MORFEU

WIKIPÉDIA: Morfeu (do grego Μορφεύς, "moldador [de sonhos]") é o deus grego dos sonhos.

Morfeu tem a habilidade de assumir qualquer forma humana e aparecer nos sonhos das pessoas como se fosse a pessoa amada por aquele determinado indivíduo. 

COMENTÁRIO: Embora tenha a habilidade de assumir qualquer forma e aparecer nos sonhos das pessoas (PARA MOLDAR, POIS É MOLDADOR, FANTASIADOR DE SONHOS) como se fosse a pessoa, MAS  A PESSOA NÃO É segundo a Bíblia Sagrada como veremos a seguir.

Seu pai é o deus Hipnos, do sono. Os filhos de Hipnos, os Oneiros, são personificações de sonhos, sendo eles Ícelo e Fântaso (fantasia). Morfeu foi mencionado na obra Metamorfoses de Ovídio como um deus vivendo numa cama feita de ébano numa escura caverna decorada como flores.

A droga morfina tem seu nome derivado de Morfeu, visto que ela propicia ao usuário sonolência e efeitos análogos aos sonhos.
Quando uma pessoa augura: vá para os braços de Morfeu, sugere dormir bem.

ENCANTADORES E ENCANTAMENTOS
Um. termo aplicado para quem tem a virtude de encantar ou ter encantamento por magia. É a tradução de vários termos hebraicos: 1. Ashshâf (aram. âshshef, Dn 1.20;.. 02:02, etc.)

Dois. Nijesh, "buscar um presságio, uma previsão", uma "suposição" (Dt 18:10).


Três. lnnên, "aparece" ou fazer "aparecer" (Jeremias 27: 9), que provavelmente envolve o trabalho de um médium. Abril. ] B (Obote plural), "médium", "necromante" (2 Crônicas 33:6, Isaías 29:4, onde "fantasma" se referiria a um demônio dos mundos inferiores que se comunicavam mensagens através de médiuns, encantadores, etc.). A LXX geralmente se traduz como eggastrímuthos Obote literalmente falantes ventral [ventríloquo] ".

PARALELOS ENTRE O HIPNOTISMO E O ENCANTAMENTO


Adendo: As comparações as quais iremos dissertar estão no campo das idéias pela literatura encontrada; sendo que: "A linha mística grega Hipnos e hipnose" será a explorada. Portanto, as coisas até não poderão estar ao pé da letra, mas, o que estiver condizente, será ou não será uma mera causalidade?


O HIPNOTISMO: 1) OS MEIOS: Por instrução verbal através de um profissional do ramo. 2) ALVO PROPOSTO: Domínio induzido (ilusão?) da mente através da visão e da audição. 3) OS FINS: levar a inconsciência da realidade (sono). 3) HABILIDADES:Do irreal tirar algum proveito no mundo real.   4) OBJETIVO: Buscar a causa de uma suposta inconformidade, com presságios de acerto, na previsão de uma cura. 5) CARACTERÍSTICAS MISTICAS GREGAS DE SUAS ORIGENS: Hipno, filho da noite (Nix), das trevas primordiais,   da escuridão profunda e primitiva que se formou no momento da criação; irmão gêmeo Tânato, (Θάνατος, "morte") a personificação da morte. Pai de Morfeu que tem habilidade de assumir qualquer forma humana e moldar os sonhos; despertado através da sonolência. 


O ENCANTAMENTO: 1) OS MEIOS: Por magia, mediunidade e falácias ventral (ventríloquo). 2) ALVO PROPOSTO: Domínio induzido (ilusão) da mente através da visão e da audição. 2)  OS FINS: levar a inconsciência da realidade. 3) HABILIDADES: Fazer "parecer" situações ilusórias do mundo real em proveito próprio;  4) OBJETIVO: "buscar um presságio, uma previsão"uma "suposição". 5) CARACTERÍSTICAS MISTICAS DE SUAS ORIGENS: Aparecem e fazem aparecer, copiam coisas do mundo real (magos do Egito); usam a necromancia (invocam os mortos); manipulam fantasmas e demônios do mundo inferior.

QUALQUER TIPO DE ENCANTAMENTO ESTÁ EM CONTRADIÇÃO A BÍBLIA SAGRADA
A hipnose faz REGRESSÃO ao ventre materno para eliminar o indesejado num suposto renascimento sem o erro de então. Esta regressão é induzida e manipulada por homens.

O Senhor Jesus Cristo disse a Nicodemos que: "Quem não nascesse da água e do Espírito não podia ver o Reino de Deus" (João 3). Isto não era o voltar ao ventre de sua mãe e nascer de novo.

João 3:3  Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.


4  Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?

O nascer da água não era o voltar a água do ventre materno, mas sim da morte para o mundo no batismo (Romanos 6 : 4); da lavagem da água pela palavra (Efésios 5:26)

"De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida."  (Romanos 6 : 4)

"Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra,"  (Efésios 5 : 26)

Porquanto, se nós não nascermos da água e espiritualmente, não seremos guiados pelo ESPÍRITO SANTO DIVINO. É ELE que nos conduz ao mundo das revelações do erro e dos acertos e não alguém com ajuda ou sem ajuda de alguma entidade oculta de um espírito indevido. 

João 3:6  O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.
7  Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo.

8  O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.

Quando as coisas são pela carne, são da carne, mas quando é por Deus, sempre o será pelo Santo Espírito dele em um novo nascimento espiritual divino.

A seguir a comprovação bíblica de tudo o que falamos segundo a palavra divina:

OS MEIOS ENCANTAMENTO TEM APARÊNCIA DE IGUALDADE COM A REALIDADE DAS COISAS
"Porém os magos do Egito também fizeram o mesmo com os seus encantamentos; de modo que o coração de Faraó se endureceu, e não os ouviu, como o SENHOR tinha dito."  (Êxodo 7 : 22)

QUEM RECORRE AOS ENCANTADORES SE CONTAMINA
"Não vos virareis para os adivinhadores e encantadores; não os busqueis, contaminando-vos com eles. Eu sou o SENHOR vosso Deus."  (Levítico 19 : 31)

SEGREGADO SERÁ DO POVO DE DEUS QUEM RECORRER AOS ENCANTADORES
"Quando alguém se virar para os adivinhadores e encantadores, para se prostituir com eles, eu porei a minha face contra ele, e o extirparei do meio do seu povo."  (Levítico 20 : 6)

DIANTE DE DEUS E DO SEU POVO O ENCANTAMENTO NÃO TEM VALOR ALGUM
"Pois contra Jacó não vale encantamento, nem adivinhação contra Israel; neste tempo se dirá de Jacó e de Israel: Que coisas Deus tem realizado!"  (Números 23 : 23)

PROVOCA A IRA DIVINA
"Fez ele também passar seus filhos pelo fogo no vale do filho de Hinom, e usou de adivinhações e de agouros, e de feitiçarias, e consultou adivinhos e encantadores, e fez muitíssimo mal aos olhos do SENHOR, para o provocar à ira."  (II Crônicas 33 : 6)

"E o espírito do Egito se esvaecerá no seu interior, e destruirei o seu conselho; e eles consultarão aos seus ídolos, e encantadores, e aqueles que têm espíritos familiares e feiticeiros."  (Isaías 19 : 3)

"Deixa-te estar com os teus encantamentos, e com a multidão das tuas feitiçarias, em que trabalhaste desde a tua mocidade, a ver se podes tirar proveito, ou se porventura te podes fortalecer."  (Isaías 47 : 12)

ENCANTADORES SEGUNDO A BÍBLIA NÃO PODEM INTERPRETAR SONHOS VERDADEIROS DE NINGUÉM
"Então o rei mandou chamar os magos, os astrólogos, os encantadores e os caldeus, para que declarassem ao rei os seus sonhos; e eles vieram e se apresentaram diante do rei."  (Daniel 2 : 2)

10  Responderam os caldeus na presença do rei, e disseram: Não há ninguém sobre a terra que possa declarar a palavra ao rei; pois nenhum rei há, grande ou dominador, que requeira coisas semelhantes de algum mago, ou astrólogo, ou caldeu.
11  Porque o assunto que o rei requer é difícil; e ninguém há que o possa declarar diante do rei, senão os deuses, cuja morada não é com a carne.

A PRÁTICA DO ENCANTADOR SEGUNDO A BÍBLIA APARTA DA FÉ OS CRENTES EM JESUS CRISTO

"Mas resistia-lhes Elimas, o encantador, (porque assim se interpreta o seu nome), procurando apartar da fé o procônsul."  (Atos 13 : 8)

CONCLUSÃO:
Neste pequeno estudo resumido procuramos não ofender a ninguém com o seu livre-arbítrio em exercer ao que lhes parece bem aos seus olhos, mas sim em dar um pouco de luz a esta prática tão em moda no meio evangélico.

Como vemos que o crente no Senhor Jesus Cristo segue a palavra Dele:

"Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele."  (João 14 : 21).

Portanto, como vimos, segundo a palavra do Senhor Jesus Cristo a Nicodemos, outro nascimento (regressão) que não o for pela palavra Dele, estará TOTALMENTE FORA DA VONTADE DELE.

Ao Senhor Jesus Cristo sejam dadas todas as honras e glórias tanto agora como para todo o sempre amém.