quarta-feira, 24 de julho de 2013

O INVERNO MORDAZ

Depois de um verão escaldante, venho o inverno enregelador e mordaz. Até a alma dantes acolhedora, agora gélida aos extremos, ameaça a estrutura óssea ao caos.

As mãos no seu trabalho perderam a a habilidade, e os pés nos seus caminhos tomaram os mesmos rumos das obras das mãos.

 Aquele inverno parecia-lhe que jamais passaria. As noites eram longas, insones e perspicazes. As coisas do jeito que iam prenunciavam um destino indócil.

No entanto, havia uma esperança, a primavera por mais que tardasse, ela um dia viria, e aquele duro inverno teria o seu fim.

A temperatura aos poucos subiria; as flores de todas as matizes lançariam os seus perfumes; os pássaros abririam o seu rico repertório e os sonhos seriam embalados nos acordes desta melodia.

O amor, o amor voltaria a fluir; a amizade, a união inebriaria os corações, e uma nova vida ao lume do sol da justiça escreveria uma nova história.

O que era, já foi; e o futuro a Deus pertence.

O INVERNO ESPIRITUAL
Quantos de nós não só estão no inverno dos invernos, mas também no inverno espiritual de suas vidas?

Quantos de nós não somos mais aquecido pela gentil presença da Sua Excelência o Espirito Santo?

Quantos de nós já abandonamos a oração, o jejum e a obediência a palavra?

Assim como veio no fervor, no gelume Ele partiu. Foi embora triste, mas um dia espera ser lembrado; ser buscado e por fim ser adorado.

A PRIMAVERA
Que todos nós possamos avaliarmos os nossos frutos e com isso podermos medir o quanto estamos longe ou perto do Senhor.

Se Deus está conosco, os sinais também estarão nos seguindo. Almas estarão sendo transformadas; conversões verdadeiras estarão aos pés do Senhor Jesus Cristo; batismos com o Espírito Santo surgirão ao nosso derredor, e com tudo isso as libertações e curas fluirão como um rio de águas vivas.

Se nada disso estiver acontecendo, algo está errado e não estamos nos dando conta disso. O Senhor não muda, nós é que mudamos. Nós é que afastamos o Seu Espírito de nossas vidas.

Há um tempo determinado por Deus para todas às coisas, e o tempo Dele já está chegando para todo aquele que Nele crê.

A primavera vai chegar e um novo templo irá ser construído, para que a glória da segunda casa seja maior do que a da primeira.

Um cântico de vitória será entoado de nossos lábios em um coral de vozes uníssonos da mesma fé e nas mesmas obras dela.

Que o Senhor possa abençoar a todos nós, sendo cheios do seu Espírito e aquecidos pela sua presença.