sábado, 28 de setembro de 2013

VIVER AQUILO QUE PREGAMOS ESTÁ DIFICIL

A questão é: ser ou não ser; tudo é uma questão de escolha.

A nossa vida é repleta de escolhas; nem sempre fizemos a escolha certa. no entanto, entre tantas coisas, não se pode agradar a um senhor e desagradar o outro. Biblicamente: ou é ou não é; ou somos ou não somos? Quem dera fossemos frios ou quentes; o certo é que não podemos sermos mornos.

Se estou ligado a Cristo, a loggia nos diz que estamos desligados do mundo pelo amor as suas coisas; porquanto, não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim.

Quando pregamos a palavra é porque estamos no mínimo nos esforçando para vivermos nela, pois ela deve interagir primeiro naquele que a prega.

Não ter do que se envergonhar para manejar bem a palavra da verdade, parece-nos uma utopia, pois sem querer julgar, julgando, a hora que formos pregar só aquilo que vivemos, vai faltar palavras, pois o repertório será pouco se não guardamos a palavra do Senhor.

"SE" somos no mínimo coniventes com o erro dentro de nossa casa quando passamos a mão por cima, o argueiro  irá sempre arder "SÓ" no olho alheio. Com isto, será que iremos permanecer com o Senhor Jesus Cristo quando de alguma forma formos ter com Ele? - A palavra do Senhor nos diz que não; porquanto, somos tão culpados quando o transgressor.

ESTAMOS PERDENDO A PERCEPÇÃO DO LEGITIMAMENTE CERTO DO DESCUIDADAMENTE ERRADO?
Não somos nós que julgamos e nem devemos fazer tal coisa. O que tramita em julgado pela palavra do Senhor é e sempre será a jurisprudência que nos guia em todos os nossos posts.

EXEMPLOS DE JURISPRUDÊNCIA BÍBLICA:
O sacerdote Eli perdeu a visão, engordou, ficou sentado enquanto a sua prole degradava os sacrifícios dos israelitas, e prostituía a casa, entristecendo o Senhor e com isso afastando o próximo.

No entanto, ele caiu da cadeira, quebrou o pescoço e morreu.

Mas o Senhor não tinha prometido abençoar a sua família para todo o sempre?

A RESPOSTA: 

I SAMUEL 27  E veio um homem de Deus a Eli, e disse-lhe: Assim diz o SENHOR: Não me manifestei, na verdade, à casa de teu pai, estando eles ainda no Egito, na casa de Faraó?

28  E eu o escolhi dentre todas as tribos de Israel por sacerdote, para oferecer sobre o meu altar, para acender o incenso, e para trazer o éfode perante mim; e dei à casa de teu pai todas as ofertas queimadas dos filhos de Israel.

29  Por que pisastes o meu sacrifício e a minha oferta de alimentos, que ordenei na minha morada, e honras a teus filhos mais do que a mim, para vos engordardes do principal de todas as ofertas do meu povo de Israel?

30  Portanto, diz o SENHOR Deus de Israel: Na verdade tinha falado eu que a tua casa e a casa de teu pai andariam diante de mim perpetuamente; porém agora diz o SENHOR: Longe de mim tal coisa, porque aos que me honram honrarei, porém os que me desprezam serão desprezados.

31  Eis que vêm dias em que cortarei o teu braço e o braço da casa de teu pai, para que não haja mais ancião algum em tua casa.

32  E verás o aperto da morada de Deus, em lugar de todo o bem que houvera de fazer a Israel; nem haverá por todos os dias ancião algum em tua casa.

O SENHOR JESUS CRISTO FORA DESPREZADO POR SEUS IRMÃOS  E OS DESPREZOU TAMBÉM:

MATEUS 12:47  E disse-lhe alguém: Eis que estão ali fora tua mãe e teus irmãos, que querem falar-te.

48  Ele, porém, respondendo, disse ao que lhe falara: Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos?

49  E, estendendo a sua mão para os seus discípulos, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos;

50  Porque, qualquer que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus, este é meu irmão, e irmã e mãe.

FAZER A VONTADE DE MEU PAI OU A DO MEU PRÓXIMO?
Infelizmente a própria palavra do Senhor nos dá uma triste resposta:

"Por isso, como é o povo, assim será o sacerdote; e castigá-lo-ei segundo os seus caminhos, e dar-lhe-ei a recompensa das suas obras."  (Oséias 4 : 9)

Pela palavra divina o fazer a vontade do próximo é mais importante do que fazer a vontade de Deus.

UMA HISTÓRIA
Um ditame popular de que: "Uma andorinha só não faz verão" é o adágio que mais incide sobre a realidade dos fatos.

O sistema acaba engolindo a quem ousar se contrapor a ele. A experiência vivida mostra-nos que é muito difícil fazer a diferença no querer fazer a vontade divina ao meio dos iguais.

O difícil não é ser igual entre os iguais, mas sim ser diferente entre os iguais.

A pergunta que mais tem deixado a sua marca é: "Cadê fulano (a) de tal a quem  Deus usava com ousadia, galhardia e desprendimento?" 

Ainda hoje pela manhã nos foi feita esta mesma pergunta.

Resposta de muitos: "Não aguentou a pressão e caiu".

Foi ser igual entre os iguais.

Pregadores e profetas do Altíssimo que a seu tempo fizeram a diferença vem e se vão, mas a palavra do Senhor permanece incólume para todo o sempre.

CONCLUSÃO
Tudo tem um preço na vida. De graça só  GRAÇA DIVINA. Pagar o preço para viver na graça através da palavra vivendo aquilo que prega, a cada dia que passa é uma jóia rara em meio ás pedras que ferem os pés daqueles que querem levar as Boas Novas da Salvação.

O certo é e sempre será, que: "sem a separação para a SANTIFICAÇÃO, FAZENDO A DIFERENÇA, nenhum de nós verá a Deus".