quarta-feira, 12 de março de 2014

A VISÃO DO PASTOR CESINO BERNARDINO NÃO SERIA VERDADEIRA?

O até então desrespeitoso título coloca em juízo a índole ministerial do prodigioso servo do Senhor.

A conotação pejorativa coloca-nos em guarda como se fosse acintes ofensivos a moral e a credibilidade do escolhido por Deus para grande obra missionária mundial.

Pedimos escusas a ele e a sua dignissíma  família pela ousadia do título deste post tão repugnante, atrevido e indevido.

É óbvio que jamais o eminente pastor, servo do Senhor, faltaria com a sua palavra, e nem colocaria-se em risco dizendo aquilo que o Senhor não houvesse lhe dito; nem teria descrito com a riqueza de detalhes aquilo que o Grande Jeová lhe confidenciou admoestativamente.

O título indevido veio-nos ao coração PARA IMPACTAR O POVO DIVINO; para acordá-lo do sono da indiferença sobre a SERIEDADE DAS COISAS NA OPORTUNA VISÃO dada por Deus ao prestimoso pastor Cesino.

É preciso despertar a nação evangélica que o Senhor Jesus Cristo está ás portas e que não estamos dando lugar a aquilo que o Pai vem proferindo através de seus vasos colocados nos altos dos montes como Atalaias de sua seara.

Na visão do pastor Cesino Bernardino registrada proficuamente no vídeo abaixo, revela-nos que não subiremos ao encontro com o Senhor Jesus Cristo nos ares (nuvens) se estivermos arraigados neste amálgama tão nefasto.



 
A santidade requerida por Deus comparando os dias de então, é apenas uma miragem das perdidas recordações do tempo onde havia a separação do que era de um, daquilo que era do outro.

Em que havia a separação do próprio do impróprio;  do santo e do profano; do precioso e do vil; da luz e das trevas; do servo do servo do Senhor e do servo do mundo. Há uma disformidade; há uma diferença, pois são jugos desiguais, e de diferentes senhores.

Por quê, o amalgama religioso, a mistura religiosa gera o mestiço e o misticismo; gera o sincretismo religioso na mistura de doutrinas antagônicas ao credo das Santas e Sagradas Escrituras.

Porquanto, o que é de um é cultuado por outro e o que é de outrem é cultuado por um. Com tudo isso, os credos se misturam, e aquela instituição que tiver inseridos no seu credo mais atrativos de diversos outros credos, será aquela que irá angariar mais adeptos.

Haverá (há) um imbróglio, uma miscigenação doutrinária que é antibíblica, pois tira a essência do "nada se tira e do nada se acrescenta" nas verdades eternas daquele que reina e que vive para todo o sempre.

Com tudo isto é que surge a terceira via, aquela que agrada a gregos e troianos; a que está entre o quente e o frio, deformando o que é uniforme de uma só fé, de um só Espírito; de um só batismo e de um só Senhor.

Conquanto, estamos com um pé no mundo e outro na igreja. Não seremos frios e nem quentes. A igreja de LAODICEIA estará encontrando paridade nos dias modernos.


Há que se conclamar um levante santo de mãos sem contendas, para inteceder junto a Deus no que tange ao conhecimento da verdade o qual liberta aqueles que estão presos nas garras das heresias; dos lobos devoradores ou até mesmo na vaidade dos seus sentidos.

Que o Senhor possa esclarecer-nos que os meios os quais estamos vivendo fora de sua palavra, estão nos levando ao caminho largo da perdição.

No entanto, ainda é tempo de negar-nos a nós mesmos, e tomar a nossa cruz para segui-lo, e com isso adentrarmos o caminho da salvação.

Que Deus abençoe ainda mais do que tem abençoado o Pastor Cesino, esposa, filhos e colaboradores nesta árdua obra de ganhar almas para o Senhor Jesus Cristo.