segunda-feira, 1 de setembro de 2014

ELE É O GRANDE ELEITO, MAS MUITOS NÃO O RECONHECEM COMO O SENDO

"Bem-aventurada é a nação cujo Deus é o SENHOR, e o povo ao qual escolheu para sua herança."  (Salmos 33 : 12)

O pleito se aproxima dia a dia. As horas já estão contadas para que se saiba quem será o senhor ou a senhora da grande nação brasileira; seja no primeiro ou no segundo turno.

Porque, senhor é aquele ou aquela que tem o senhorio; aquele (a) que manda, dirige e controla os seus súditos.

Muito embora não estejamos em um regime monarquico, mas presidencialista, temos um que é sobre tudo e sobre todos "O" qual não é reconhecido como em sendo.

Não há nenhuma autoridade sem que do céu não seja dada (Romanos 13); portanto, elas proveem de Deus, pela vontade permissiva de Deus, seja boa ou seja má.

O escolhido para governar nem sempre dá o senhorio ao Rei dos reis e Senhor dos senhores. No entanto, aquele que entrega os seus caminhos ao Senhor, se irá bem e feliz será.

Bem-aventurado é aquele que confia no Senhor e faz Dele o seu braço forte; aquele (a) que é devoto (a) do Senhor; que dá o seu voto ao Senhor.

A ELEIÇÃO PRESIDENCIAL
Que nesta hora democrática saibamos escolher com consciência cristã de qual será o futuro presidente da grande nação brasileira, que estará no agrado do Senhor dos senhores.

Daquele (a) que dirigirá a nação para o bem do povo em todos os sentidos, seja ele material ou espiritual.

Que saiba ser pacificador (a); que diga não a corrupção; que feche as portas para os aproveitadores de ocasião; que seja justo com o que carece de justiça, preservando a família e os bons costumes.

Que seja digno (a) e honrado (a) com Deus e com o seu próximo.

No entanto, o principal de tudo isso: "Que tema a Deus, cuide dos pobres, dos desassistidos e dos demais, pois o povo que o ama e o teme é herança do Senhor".

Que o Senhor venha abençoar e dar sabedoria a aquele que vota e ao que for o mais votado (a) no pleito que se aproxima.