quarta-feira, 10 de setembro de 2014

OS QUE HÃO DE HERDAR A TERRA

Ao longo de uma caminhada, os rudimentos da vida nos temperam a alma no ardor da prova, na paciência, no amor e na permanência.

O alvo parece-nos tão distante, que o nadar, nadar, e o morrer na praia para muitos de nós é o derradeiro destino.

É muito difícil ter a paciência da espera, para que com amor se tenha a permanência.

Atravessar o deserto da vida sem os temperos do Egito é uma dificuldade, pois até dos túmulos de lá se sente saudade.

Abster-se da mesa da Babilônia; do brilho de Jezabel e das vitrines da idolatria é uma prova em que poucos alcançarão o êxito.

O funil estreita a saída desta vida para glorificar a entrada no além da vida terrena.

Só os que vigiam, amam e permanecem, alcançarão a coroa da vida.

Se tirarmos os olhos do Senhor Jesus Cristo, e olharmos para o que atrás ficou, afundaremos; conquanto, não somos dígnos de por a mão no arado, mas sim o de virar uma estátua de sal insípido nos altos de Sodoma e Gomorra, nas passarelas da vida.

Nossos olhos são as janelas da alma; por eles compramos, comemos e amamos. No entanto, se não fecharmos os olhos pro mundo, nunca veremos pela fé, pois a fé está firmada naquilo que não se vê.

Pelos olhos somos conduzidos, seduzidos e até compelidos a acertos e erros. Se não os dominá-los, direcioná-los e até desviá-los, o caminho do pecado é o imã atraindo a carne para o caminho do inferno.

Quem quiser vir após o Senhor Jesus há que negar-se a si mesmo, tomar a sua cruz para VERDADEIRAMENTE PODER SEGUI-LO.

OS QUE HÃO DE ESTAR NA TERRA NO MILÊNIO E NA CIDADE PROMETIDA
Esquecem-se do Egito; são peregrinos na terra, são separados, diferentes e pacificados. Suas vidas estão em Cristo e se abstêm do pecado;  porque, o caminho é estreito, e de forma nenhuma pode ser alargado.

Não basta dizer eu sou de Cristo, mas ELE É e vive em mim.

Certamente também é aquele que discerni o santo do profano, o precioso do vil e de maneira nenhuma associa-se com as trevas. 

Porquanto, é bem-aventurado, não seguindo o conselho dos ímpios e nem assentado-se a roda dos escarnecedores e muito MENOS NO CAMINHO DOS PECADORES.

Conquanto, é aquele que tem prazer na lei do Senhor, e nela medita de dia e de noite.

E por fim, seguindo o modelo do nosso grandioso e excelentíssimo Senhor Jesus Cristo, só aquele QUE É HUMILDE E MANSO DE CORAÇÃO ENCONTRARÁ DESCANSO PARA AS SUAS ALMAS não só nesta vida, mas muito mais além dela.

Aquele que perseverar até o fim será salvo.