terça-feira, 4 de novembro de 2014

NOS LABIRINTOS DA ALMA

Entrar no mundo obscuro da alma para buscar compreende-la é uma aventura em busca de um porto que está além mares.

A própria palavra divina nos diz que enganoso é o coração mais do todas as coisas, e perverso, quem o conhecerá?

Só sabemos que o corpo é o porta voz dela, quando por reflexos demonstra no exterior aquilo que se passa no seu interior, semelhante a um artigo já explorado no link abaixo:


Por mais que se busque esconder o que se passa por dentro, muitas vezes um olhar denuncia o que está em oculto nele.

A ebulição dos sentimentos bombardeiam a alma para extravasar no corpo as suas quimeras.

Quando não se obtém a vitória há muito buscada, os conflitos interiores não acham mais soluções exteriores que lhe venham dar o refrigério, e a alma entra em colapso, onde o caminho mais indesejado é a depressão. Tempestades mentais assolam a nau no mar da solidão levando o desânimo ao coração.

ALGUMAS LEITURAS DA ALMA
Aquilo que a boca fala o coração está cheio; assim Está Escrito por direção divina.

Daquilo que falamos ou expressamos por atos e usos é um sintoma exterior naquilo que se passa no nosso interior.

Exemplos:

- Quando estava ligado ao futebol no time do coração, buscava saber dele, falar dele e usar as coisas dele. Me converti; no entanto, por muito tempo a luta foi ferrenha, pois queria saber nem que fosse o resultado.

A luta com o coração foi tremenda, mas o Senhor tem nos alcançado a vitória, como o descrito em um dos nossos posts no link abaixo:


Da mesma forma pelas mulheres são as novelas; pois é delas que são lançadas as modas, os desejos e as suas mazelas, como o já descrito no link abaixo:


Se por um impeditivo ligado a alguma agremiação, corporação ou religião não podemos dar enfase aos sentimentos interiores, muitas das vezes moldamos e transferimos para que se expresse no exterior através dos nossos filhos e netos aquilo que nos foi impedido por uma força maior.

Conquanto, aquilo que não pudemos ser, usar ou nos expressar seja bom ou mau, queremos que venha a tona por meios sugestivos ou até impostos em entes de nossas cercanias.

O certo é que se não buscarmos de forma decisiva e incondicional a transformação da mente, na forma de pensar, de nos portar contrário aos desejos da carne (Romanos 12 e 8), jamais estaremos inclusos no processo de santificação, indispensável para a glorificação com o Senhor Jesus Cristo.

Sem a obediência da palavra divina, não alcançaremos o êxito tão esperado ao Reino dos Céus.

CONCLUSÃO:
Buscamos de uma forma até desenfreada a satisfação para os nossos sentimentos, extravasando por nossos atos, *usos e costumes sejam lá quais forem, como se fossemos cidadãos terrenos e não celestes.

* Observação: Os usos e costumes acima descritos não estão ligados somente a roupas e seus afins, mas a tudo aquilo que nos acostumamos a fazer, usar ou nos expressar (vícios), diferindo da cidadania divina.

Com isso estamos humanizando as Escrituras para adequá-las ao nosso "bom" modo terreno de vida.

Estamos aceitando e incluindo em nosso credo aquilo que arde em nossos ouvidos (desejo ardente II Timóteo 4) pelos desejos da carne.

Porquanto, precisamos nos ater e entregar os princípios básicos no controle e de controle ao Senhor Jesus Cristo de nossas quase indomáveis e CANSADAS ALMAS.

"O desejo amoroso e ardoroso do Pai através do Filho, é de que nenhuma alma se perca". 

Por isso:

"Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?"  (Mateus 16 : 26)

Com isso:

"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida."  (Provérbios 4 : 23)

Porquanto, a "se" nossa alma está ficando cansada de tanto isso e aquilo, onde um diz uma coisa e outros outra.

"Se" a nossa alma está cansada nesta luta quase inglória, entrega os teus cuidados ao Senhor, confia Nele, e o demais Ele tudo fará:




Ao nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo sejam dados todas as honras e glórias.