sábado, 12 de dezembro de 2015

O PREÇO DA HERDADE NA MENTIRA DE ANANIAS E SAFIRA


"Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, e retivesses parte do preço da herdade?"  (Atos 5 : 3)


A MÁ FÉ
Ananias e Safira não tinham a consciência do erro que estavam cometendo, porque, ela estava cauterizada. A visão espiritual estava cega, e ou até mesmo não a tinham.

ADULTERARAM resultados em benefício próprio, não se importando as consequências de tais atos.

As coisas que são do Senhor estão muito além das nossas gananciosas mazelas.

Achamos que estamos enganando a Pedro, a Paulo, a Maria e a José, mas ao SENHOR não enganamos.

Esquecemos que a obra É DELE, e ninguém usufrui dela maliciosamente sem ter um encontro com ELE. 

Nem só o tempo é determinado por Deus para todas as coisas, mas também o preço do erro também o é; porque mentir para os ungidos do Senhor, ao Senhor mente.

O Senhor não se deixa escarnecer, mas dá a todos nós o benefício do arrependimento, pois quem confessa, se arrepende e deixa, alcança misericórdia.

Querer reter a herdade ao custo do engano, engana-se a si mesmo, pois ELE nunca se deixa enganar.

Os propósitos do nosso coração estão nus e patentes diante do Senhor. Quando querermos mostrar uma coisa quando no fundo queremos e somos outra; estamos aplicando a ARTE DO ENGANO, a qual pertence a mais vil e ludibriosa artimanha.

Eu até posso enganar por um tempo, mas com o decorrer do tempo o meu coração é desnudo na mais reles realidade dos fatos.

O Justo Juiz detém em suas preciosas mãos a Balança da Justiça que não admite injustiça, e nem a contrariedade a Sua Palavra.

A Jurisprudência do Excelso Senhor dos céus e da terra está delineada nos artigos, textos e contextos do Santo Livro:

"BALANÇA enganosa é abominação para o SENHOR, mas o peso justo é o seu prazer." (Provérbios 11 : 1)

"Pesos diferentes são abomináveis ao SENHOR, e balança enganosa não é boa."  (Provérbios 20 : 23)

Dois pesos e duas medidas são abominações ao Senhor, as quais trafegam na contra-mão da estrada da vida eterna com o Senhor Jesus Cristo.

NADA escapa do seu olhar mui penetrante, o qual percorre a terra como chamas de fogo, pois sabe e entende todas as imaginações dos pensamentos.

O âmago exemplar na história de Ananias e Safira nos revela uma das peculiaridades em que está envolta o nosso coração. Porquanto, qual seria o real propósito do nosso enganoso coração?

"Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?"  (Jeremias 17 : 9)

Será que de alguma forma não estamos mentindo a igreja do Senhor Jesus Cristo para auferir dividendos às custas dela?

E ou será que até mesmo não quero bens materiais dela, pois não preciso deles, mas sim a usar como degraus para subir no patamar do ego?

Se por uma desventura usamos deste sacrilégio estamos cavando o nosso próprio túmulo se persistirmos nesta nefasta condição.

A ARTE DO ENGANO
É uma especialidade do querubim ungido para nos submeter aos ardis dele. Conquanto, quem a ele se submete usando de artifícios enganosos, dele faz-se servo.

Ananias e Safira achando que podiam ludibriar o Espírito Santo, mentindo a Pedro ao reter parte da herdade vendida, enganaram a si mesmos, pois, na verdade estando COM O CORAÇÃO CHEIO DA ARTE SUPREMA DE SATANÁS, decretaram a sua própria morte MENTINDO VERDADEIRAMENTE AO ESPIRITO SANTO, e não somente a Pedro (apóstolos) como pensavam.

Ainda é tempo de meditarmos sobre os nossos verdadeiros propósitos diante do Senhor e da Sua Igreja.


"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração porque dele procedem as saídas para vida (Provérbios 4:23)"