quarta-feira, 29 de junho de 2016

MISSÕES - O MODELO BÍBLICO EXERCIDO

A história eclesiástica da Igreja do Senhor Jesus Cristo nos anais da história do tempo, relembra a saga dos heróis da fé.

Desde o seu Excelso e Amado fundador da Cruz do Calvário, o qual o disse que "às portas do inferno não prevaleceriam contra a Sua Igreja"; do martírio de Estevão até os dias de hoje, milhares de vidas escreveram os seus nomes na história com lágrimas, suor e sangue.

Homens e mulheres que não tiveram às suas vidas por preciosas, mas que alvoraram a bandeira do evangelho de Cristo como lema de vida, alçaram o voo nas asas do amor a seu Deus e a seu próximo, para levar-lhes uma palavra de esperança, uma palavra de salvação.

Cheios do Espírito Santo, pregaram um evangelho sem fronteiras (por todo o mundo), e sem acepção de pessoas (toda a criatura).

Atrozes perseguições banharam de sangue cristão o caminho daqueles que diziam não a um sistema indevido, para pregar a palavra como ela ó é; para dizer que o justo viverá da fé.

Cativos foram libertos, milagres aconteceram; os sinais os seguiram, e almas preciosas foram ganhas.

Seus rastros na estrada da lida, o tempo não pode apagar; porque, os seus nomes estão registrados no Livro da Vida, e às suas obras os acompanham.
Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.
E ouvi uma voz do céu, que me dizia: Escreve: Bem-aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem dos seus trabalhos, e as suas obras os seguem. Apocalipse 14:12,13

Seus corpos, seus nomes, podem até estar por ora proscritos num túmulo, numa lápide fria, outros nem tanto, mas a sua alma, seu espírito descansam no Paraíso, na espera da vinda do Amado, para receber a sua insofismável coroa de glória no Seu Reino.

MISSÕES
Quem somos nós para falar de missões, se o pouco que fizemos não serve nem para ser citado em vista daqueles que dedicaram e gastam às suas vidas nos campos de missões?

No entanto, tudo aquilo que pudermos fazermos para ajudá-los nesta tarefa árdua de levar o evangelho a toda a criatura, isso devemos fazer ao dedicar um tempo de nossas vidas em prol desta grande obra do Senhor.

Porquanto, é tempo de nós que não pensamos em missões, de pensar em missões, de medir, e de pesar; de aglutinar dados, de valiar resultados; até onde estamos indo, aonde esperamos chegar no suporte a estes guerreiros do Senhor.

A crítica, é obra de quem não conhece o trabalho árduo destes trabalhadores da fé, que estão lá semeando a preciosa semente.

Falar é fácil, fazer é o que é!

O MODELO BÍBLICO EXERCIDO:
Nada de nós poderíamos dizer a respeito de missões sem que tivesse o fundamento, o respaldo do Escriturado Divino.

O Senhor Jesus Cristo, no NT estrutura esta grande obra de missões ao longo da sua estadia na terra; mas são nos seus últimos momentos é que começamos a entender o Seu Espírito Missionário; conquanto, reagrupando o restante do seu ensino, vemos que ele é parte de um todo:
E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra.
Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;
Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém. Mateus 28:18-20
AQUELE  que tem todo poder nos céus e na terra, estando a ser assunto ao céu estava delegando poder e autoridade nas coisas do Seu Reino, nas ovelhas do Seu pasto, para aqueles que o sucederiam fisicamente na terra, pois espiritualmente estaria presente com eles, e com todo aquele que estiver envolto nesta grande obra.

FAZER DISCÍPULOS é uma questão crucial, pois sem semeadores (pregadores), sem ceifadores, aqueles que pela palavra de Deus e ação do Espírito Santo, adentram às portas do inferno para ceifarem da lavoura de Satanás, para libertarem as preciosas almas de lá, e a Sua obra sem estes sofreria danos.

Significado de discípulo: aquele que aprende, ou recebe instrução de alguém; aluno; estudante; aprendiz; seguidor de uma doutrina

ENSINANDO-OS, FAZENDO ESCOLA, para que aprendam a guardar TODAS AS COISAS que O SEU ENSINO MANDA.

PORQUE, discípulo sem escola, sem aprendizado, que não guarde TODO O ENSINO, é um missionário SEM A EXPERIÊNCIA DO FRUTO DA OBEDIÊNCIA, está fadado ao fracasso; porquanto, O Senhor opera proficuamente pela fé e obediência na Sua Palavra.

A QUALIDADE DO ENSINO DA PALAVRA DIVINA
No Sermão da Montanha, onde o Senhor Jesus Cristo ensina as BEM-AVENTURANÇAS, nos muitíssimo claro a INTEIREZA E QUALIDADE DESTE ENSINO quando faz uma alusão a Lei:

Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir.
Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til jamais passará da lei, sem que tudo seja cumprido.
Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus. Mateus 5.17-19

A QUANTIDADE E A QUALIDADE DO MISSIONÁRIO
A seara é grande e os ceifeiros são poucos (Mateus 9.34) enseja não somente a QUANTIDADE, mas TAMBÉM A QUALIDADE e o tempo de Deus na vida daquele que vai para missões. Todo aquele que ELE chama, ELE capacita.


A HISTÓRIA MISSIONÁRIA NEO TESTAMENTÁRIA
As perseguições em Jerusalém a Igreja do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, foram as molas propulsoras que levaram o evangelho além Judeia e Samaria, para os confins da terra.

Quando revestidos de poder, dos sinais acontecendo, da igreja progredindo, vinha a perseguição, e ela ia se expandindo.

Um Ponto de Encontro na Cidade Antioquia:
Antioquia fora a primeira grande cidade de encontro, e de lá organizados, dirigidos pelo Espírito Santo partiram para ganhar o mundo de então, Paulo e Barnabé (filho da consolação).

Os Registros:
E os que foram dispersos pela perseguição que sucedeu por causa de Estêvão caminharam até à Fenícia, Chipre e Antioquia, não anunciando a ninguém a palavra, senão somente aos judeus.
Fazendo a base pela pregação do evangelho em Antioquia:
E havia entre eles alguns homens chíprios e cirenenses, os quais entrando em Antioquia falaram aos gregos, anunciando o Senhor Jesus.
E a mão do Senhor era com eles; e grande número creu e se converteu ao Senhor.
O Resultado do Trabalho em Antioquia Chega a Liderança em Jerusalém:
O E chegou a fama destas coisas aos ouvidos da igreja que estava em Jerusalém; e enviaram Barnabé a Antioquia.
O qual, quando chegou, e viu a graça de Deus, se alegrou, e exortou a todos a que permanecessem no Senhor, com propósito de coração;
As qualidades de Barnabé, o enviado de Jerusalém a Antioquia: 
Porque era homem de bem e cheio do Espírito Santo e de fé. E muita gente se uniu ao Senhor.
Barnabé Vai Em Busca de Reforços para o Trabalho em Antioquia:
E partiu Barnabé para Tarso, a buscar Saulo; e, achando-o, o conduziu para Antioquia.
Uma Escola Missionária é Montada em Antioquia: 
E sucedeu que todo um ano se reuniram naquela igreja, e ensinaram muita gente; e em Antioquia foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos.
Atos 11:19-26

Nesta pequena resenha da Igreja em Antioquia está o embrião do perfil requerido por Deus para uma obra missionária, que não só teve os seus resultados promissores no seu lugar de origem, mas como veremos a seguir, expandiu-se além fronteiras (mundo antigo de então).

Uma Escola Composta por Profetas e Mestres:
E na igreja que estava em Antioquia havia alguns profetas e doutores, a saber: Barnabé e Simeão chamado Níger, e Lúcio, cireneu, e Manaém, que fora criado com Herodes o tetrarca, e Saulo.
Um Centro Missionário Comandado pelo Espirito Santo:
E, servindo eles ao Senhor, e jejuando, disse o Espírito Santo: Apartai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado.
Com Servos que Oravam e Jejuavam e o Espírito Santo Enviava os Missionários:
Então, jejuando e orando, e pondo sobre eles as mãos, os despediram.
E assim estes, enviados pelo Espírito Santo, desceram a Selêucia e dali navegaram para Chipre.
Anunciavam a Palavra e os Cooperadores da Obra:
E, chegados a Salamina, anunciavam a palavra de Deus nas sinagogas dos judeus; e tinham também a João como cooperador.
Os Tipos de Público Encontrados na Obra Missionária:
E, havendo atravessado a ilha até Pafos, acharam um certo judeu mágico, falso profeta, chamado Barjesus,
O qual estava com o procônsul Sérgio Paulo, homem prudente. Este, chamando a si Barnabé e Saulo, procurava muito ouvir a palavra de Deus.
Atos 13. 1-7

O OBJETIVO DA OBRA MISSIONÁRIA
Está muito além de um mero preenchimento de currículo para cumprir tempo em terra estranha; não está para adquirir experiência sem o chamado divino, mas para carregar a cruz do evangelho; para semear a preciosa semente, libertar as almas das prisões inimigas, ás encaminhando para a salvação no Senhor Jesus Cristo.

CONCLUSÃO:
A medida que vamos estudando, e escrevendo sobre o estudo, mais certos ficamos da seleta prioridade que acima de tudo é ganhar-se almas para o Senhor.

Concluímos, que a vocação e o chamado, mediante a preparação pela palavra, sobre a direção do Espírito Santo são o projeto de Deus através do Seu Filho Amado.

Concluímos, que a nossa primeira grande missão é ganhar nós mesmos para Cristo; que após este êxito possamos fazer missões na nossa família, nos nossos vizinhos e arredores.

Encerramos, pedindo cooperação (ajuda para obra), oração e jejuns para todos aqueles que estão gastando às suas vidas, ficando longe dos familiares e amigos para CUMPRIR O MANDADO DO "IDE".

Amém.